Mensagens

A Direita Alternativa

Imagem
Sempre tive um interesse muito grande por fenómenos sociais.
Devo confessar que nestes ultimos anos, nenhum fenómeno social foi tão impactante como o Brexit. E não foi pela decisão de sair da União Europeia, mas porque pela primeira vez, a chamada Direita Alternativa fazia prova de vida e ganhava a eleição.
Passados uns meses do Brexit, em Novembro de 2016, Donald J. Trump era eleito Presidente dos Estados Unidos com um discurso em tudo semelhante àquele que serviu de base para a saida do Reino Unido da União europeia.
Esse discurso, acente numa verdade alternativa, na diabolização da emigração, na discriminação social e no apoio à exclusão, simplista e popular com "soluções" aparentemente simples para os problemas cada vez mais complexos, teve grande correspondência num eleitorado enfraquecido, farto de promessas e soluções que nunca chegaram para travar a degradação continua do seu modo de vida, feitos pelos actores políticos utilizando sempre os mesmos discursos redondos…

Aventura do Estado

Imagem
Finalmente arranjei vontade e assunto para escrever no Aventuras.
A minha participação no blogue colectivo Banco de Suplentes retira muito do tempo que tenho para escrever e o Aventuras tem ficado para segundo plano.
Hoje no entanto, achei por bem partilhar convosco as minhas ideias acerca do Estado e da sua configuração, numa altura e que se inicia a entrega dos IRS e paralelamente a discussão sobre que Estado deveremos financiar.
Ao longo dos Séculos, o Estado teve muitas definições umas mais consensuais outras, nem tanto. O que vos trago hoje, não é uma dissertação filosófica acerca do mesmo, mas sim uma posição sobre a eterna discussão sobre que Estado devemos ter e quanto devemos pagar por ele.
A propósito deste assunto, António Costa afirmou em entrevista à TSF " Baixar Impostos? A Prioridade são os Serviços Públicos, a Dívida e o Investimento".
Não vou discutir a posição política do Governo e nem sequer a validade da afirmação. É uma discussão que nasce sempre inquinad…

Uma Aventura à Boleia de Taxi

Imagem
Ora cá estou eu de volta para uma nova crónica. Pensavam que ia demorar outra vez 4 anos? Não... Hoje escrevo sobre os Taxis!

É realmente confuso o que se vive no mundo dos taxis e da sua luta, inglória, contra a evolução do negócio!

Eu digo inglória, porque não vejo possível conseguir parar-se esta evolução natural, até porque hoje andar de Uber ou chamar um Cabify é quase como ter um Apple, é sinal de estatuto!

E é exactamente por este motivo que considero muito difícil que os industriais do taxi (sim é assim que se chamam os donos dos taxi!) ganhem esta luta, que os levou hoje a paralisar Lisboa, Porto e Faro numa jornada de protesto contra a entrada em vigor da lei que regula as plataformas digitais de transporte de passageiros.

Realmente quando se olha à primeira vista, e se compara a legislação que afecta o negócio dos taxis com a que entra em vigor em Novembro próximo, parece haver, de facto, desigualdades! Mas se pensarmos um pouco, verificamos que o que existe são dois negócio…