Mensagens

Aventura do Estado

Imagem
Finalmente arranjei vontade e assunto para escrever no Aventuras.
A minha participação no blogue colectivo Banco de Suplentes retira muito do tempo que tenho para escrever e o Aventuras tem ficado para segundo plano.
Hoje no entanto, achei por bem partilhar convosco as minhas ideias acerca do Estado e da sua configuração, numa altura e que se inicia a entrega dos IRS e paralelamente a discussão sobre que Estado deveremos financiar.
Ao longo dos Séculos, o Estado teve muitas definições umas mais consensuais outras, nem tanto. O que vos trago hoje, não é uma dissertação filosófica acerca do mesmo, mas sim uma posição sobre a eterna discussão sobre que Estado devemos ter e quanto devemos pagar por ele.
A propósito deste assunto, António Costa afirmou em entrevista à TSF " Baixar Impostos? A Prioridade são os Serviços Públicos, a Dívida e o Investimento".
Não vou discutir a posição política do Governo e nem sequer a validade da afirmação. É uma discussão que nasce sempre inquinad…

Uma Aventura à Boleia de Taxi

Imagem
Ora cá estou eu de volta para uma nova crónica. Pensavam que ia demorar outra vez 4 anos? Não... Hoje escrevo sobre os Taxis!

É realmente confuso o que se vive no mundo dos taxis e da sua luta, inglória, contra a evolução do negócio!

Eu digo inglória, porque não vejo possível conseguir parar-se esta evolução natural, até porque hoje andar de Uber ou chamar um Cabify é quase como ter um Apple, é sinal de estatuto!

E é exactamente por este motivo que considero muito difícil que os industriais do taxi (sim é assim que se chamam os donos dos taxi!) ganhem esta luta, que os levou hoje a paralisar Lisboa, Porto e Faro numa jornada de protesto contra a entrada em vigor da lei que regula as plataformas digitais de transporte de passageiros.

Realmente quando se olha à primeira vista, e se compara a legislação que afecta o negócio dos taxis com a que entra em vigor em Novembro próximo, parece haver, de facto, desigualdades! Mas se pensarmos um pouco, verificamos que o que existe são dois negócio…

Aventura Roblesiana

Imagem
A história do Robles e da casa em Lisboa é muito sintomática da forma como hoje lidamos com estes temas!
Antes de entrar no tema propriamente dito, gostaria de debruçar sobre a forma como a sociedade resolveu "debater" o tema! Mais uma vez o "campo de batalha" escolhido foram as redes sociais, em especial o Facebook.
É assustador, nesta "era da comunicação", perceber que apesar de haver cada vez mais gente a "opinar" o faça de pior forma e com pior qualidade. Aliás eu atrever-me-ia a dizer que as opiniões das pessoas são cada vez mais parcas (280 caracteres de cada vez), porque cada vez mais se limitam a replicar ad nauseam a opinião de outrem, ou melhor, partes dessa mesma opinião (A melhor prova disso é a possibilidade de retweetar um tweet de alguém, podendo não acrescentar nada mais!).
A discussão é substituida por indignação (hoje parece que estamos sempre à espera de algo para nos indignarmos!) e por uma radicalização de posições onde, ou est…